Review de Mario Kart Tour: bom, gratuito e feito para fãs


Maurício Amaro
Maurício Amaro

Mario Kart Tour finalmente chegou aos smartphones! É o primeiro jogo oficial da franquia de carros da Nintendo para os celulares. Disponível para aparelhos Android e iOS, o game é inteiramente gratuito. Nós já testamos ele de cima a baixo e preparamos este Review para que você saiba tudo que o título oferece para os fãs!

Gameplay: direção travada, corridas online e jogo nada punitivo

Personagens Clássicos Mario Kart Tour
Leva tempo até se acostumar com o sistema travado de direção do jogo

Mario Kart Tour é muito parecido com os games clássicos da franquia. Principalmente na ideia do título, nas personagens e no gameplay. Para um fã dos karts da Nintendo e mesmo do universo de Mario no geral, o título é um bom fan service, mas em alguns aspectos parece que foi lançado no momento errado.

O jogo é bom, longe disso. Ele diverte? Também! Mas as mecânicas para celular parecem um pouco old school. É como se o jogo pudesse ter sido lançado há uns 5 anos. Principalmente porque há diversos jogos de carro indie hoje para smartphones com mecânicas e controles muito mais fluídos.

Percebemos isso logo no início. Você é convidado a escolher a forma como vai controlar o carro: manualmente ou com controle assistido. E já lhe adiantamos: independente do que escolher, não vai mudar muita coisa.

A direção vai ser sempre travada, principalmente na hora de fazer as curvas. Isso talvez ocorra porque o jogador passa a ser obrigado a fazer drifts. Os drifts dão turbo, o que permite ao jogador ganhar mais velocidade do que os adversários.

De qualquer forma, a mecânica de direção deixa bastante a desejar. Parece que a Nintendo pegou um molde de 5 anos atrás para fazer Mario Kart Tour. A ausência de botões na tela, como é habitual haver em jogos do gênero, dificulta o gameplay.

Além disso, há visivelmente um delay entre virar o carro para o lado e isso realmente acontecer no jogo.

Pise fundo, mas sem acelerar

Todo esse problema na mecânica de direção não se resume apenas ao controle travado do carro. Em Mario Kart Tour você não pode acelerar nem frear. Basicamente é guiar o carro, fazer as curvas, pegar os poderes e tentar chegar em primeiro lugar.

Isso limita muito a experiência dos jogadores. Torna as corridas menos dinâmicas, ainda que nem sempre previsíveis. Tudo vai depender de quem conseguir os melhores poderes e do domínio das curvas por parte dos jogadores.

A falta da aceleração e da freagem pode ser um ponto positivo para alguns. Jogar títulos de corrida no celular é algo que pode confundir alguns, visto que os controles nem sempre são claros. Apesar controlar o carro da esquerda para a direita e vice versa pode facilitar para quem é menos experiente.

A Nintendo ainda permite que você use um acelerômetro. Essa opção está escondida nas configurações. Mas ela apenas deixa os controles mais difíceis.

Jogo é amigo e não pune os jogadores

Por natureza, Mario Kart é um jogo bastante punitivo. Quem joga esse título desde os primórdios do Nintendo sabe que ele faz os jogadores passarem muita raiva. Mas o Tour é bem amiguinho, o que compensa pela mecânica de direção problemática.

Você não sai literalmente da pista, pois há uma barreira invisível que o mantém na estrada. Mesmo quando bate em algum cano ou outro objeto na pista, a velocidade perdida não é muita. Aliás, às vezes isso até impulsiona os jogadores para a frente. Caso das corridas na água.

Corridas são exclusivamente online

A Nintendo seguiu a onda dos jogos atuais e tornou a experiência de Mario Kart Tour inteiramente online. Não um modo "single", em que você simplesmente joga sozinho com a IA. Mas isso não é nada ruim, visto que o sistema de matchmaking é muito rápido. Você não espera nem 10 segundos para entrar em uma partida.

Esse matchmaking, contudo, é enganador. O jogo faz você acreditar que está jogando contra outros usuários, mas na verdade são bots. Isso pode ser verificado depois de algumas corridas, em que se percebe que o nível dos adversários é bastante baixo.

Ainda não há opção para jogar apenas contra amigos, dividindo a tela do celular ou contra qualquer jogador real. Talvez em futuras atualizações a Nintendo inclua essas funcionalidades.

Quanto aos lags, não se preocuope. Testamos o jogo em um Huawey P8 Lite, usando tanto 4G quanto WiFi e não tivemos qualquer problema de conexão. Além do mais o jogo é leve, o que não compromete a experiência nesse sentido.

Personagens clássicos, copas e temporadas

Gameplay Mario Kart Tour
Todas as personagens da sua infância estão em Mario Kart Tour

Como dissemos acima, Mario Kart Tour é um fan service dos bons! São várias personagens disponíveis no jogo atualmente, e já sabemos que outras serão adicionadas futuramente. Agora você pode jogar com:

  • Baby Mario
  • Baby Peach
  • Baby Daisy
  • Koopa Troopa
  • Shy Guy
  • Quebra-Ossos
  • Mario
  • Peach
  • Yoshi
  • Daisy
  • Toad
  • Toadette
  • Bowser
  • Donkey Kong
  • Diddy Kong
  • Metal Mario
  • Peachette
  • Pauline
  • Mario Músico
  • Bowsso

Adicionadas na Segunda Temporada:

Em nosso artigo sobre as personagens do Mario Kart Tour você pode ver a raridade de cada corredor, além de saber quais são as que estarão no jogo a partir de atualizações.

Algo que a Nintendo manteve nesse jogo em relação aos anteriores é a diferenciação entre as personagens. Cada uma tem habilidades próprias. Toad, por exemplo, quando ganha um cogumelo, pode usá-lo 3 vezes. Bowser ganha um casco especial, que é o seu próprio casco, e assim vai com cada corredor.

Há um sistema bem legal de evolução de personagens e de itens. Quanto mais correr com determinado corredor, mais ele vai evoluir, assim como os planadores e os carros que você tiver. O melhor disso é que você não precisa pagar para evoluir nada, sendo, nesse sentido, inteiramente free to play.

Copas e temporadas dinamizam o jogo

Pelo que pudemos notar, Mario Kart Tour vai ser atualizado constantemente com novas competições. Elas se dividem em temporadas, que se reiniciam a cada dois dias. Em cada temporada há as copas, que se passam em diferentes pistas e têm diferentes níveis.

Você vai ganhando prêmios conforme vai vencendo as copas e temporadas. É preciso juntar um número x de estrelas para ir desbloqueando novos níveis. Ao final de cada copa, há um desafio específico a ser cumprido.

Sentimos que conforme as copas vão sendo vencidas, o nível de dificuldade das pistas e dos desafios vai aumentando. Isso é positivo, pois mantém os jogadores focados e interessados em continuar testando seus limites.

Quando você chega em um determinado nível de jogo, pode competir na Liga Semanal. Quanto mais pontos fizer por semana, melhor fica colocado a mais prêmios ganha. Seja moedas ou rubis, usados para desbloquear novos planadores, carros e personagens.

Além disso, depois de concluir 7 copas você tem acesso aos desafios. Esses desafios são coisas que deve fazer dentro das corridas. Um dos mais difíceis é o "Elimine 3 canos". Caso tenha dificuldade nesse, veja nosso tutorial para destruir 3 canos.

Loja do jogo traz as microtransações

Óbvio que Mario Kart Tour não poderia deixar de ter as microtransações. Mas tudo bem, pois você não precisa delas para nada no jogo. Os rubis, principal moeda do jogo, servem para um sistema de loot boxes. Você impulsiona um ganhão por 5 rubis e pode ganhar personagens, planadores ou carros.

Os mesmos rubis podem ser usados para participar da Febre de Moedas. Nela você vai controlar o Mario de Ouro em uma pista cheia de moedas. Esse Mario atrai as moedas para si. No fim o jogo multiplica as moedas. Pode multiplicar por até 10x!

As moedas são usadas para comprar personagens, carros e planadores que estão em promoção na Loja do Jogo. Essas moedas também são ganhas ao longo das corridas.

Veredito: Mario Kart Tour vale a pena?

Mario Kart Tour avaliação

Vale muito! Apesar dos problemas na mecânica de direção, da falta de aceleração e de freagem, Mario Kart Tour é bastante divertido. Dá para notar que a Nintendo vai investir em atualizações futuras e que quer a opinião dos jogadores primeiro. A nossa, portanto, é que vale baixar e dar uma chance ao jogo.

Ele é relativamente leve, gratuito e tem gráficos muito bonitos para um jogo de celular. Quem é fá da franquia de corrida do universo de Mario precisa muito ter esse game no seu smartphone. Quase todas as personagens clássicas estão lá. E as que faltam, como Luigi, logo, logo estarão entre os corredores.

Aliás, é bem divertido o sistema de "coleção" de corredores. A ideia de desbloquear, comprar e conquistar novas personagens deixa o jogo dinâmico e vivo por bastante tempo. Some isso às copas e temporadas, com as Ligas Semanais e com o sistema de evolução de itens, carros e pilotos para ter um jogo sem prazo de validade.

Ficha técnica:

  • Lançamento: 25/09/2019
  • Gênero: Corrida
  • Desenvolvedora: Nintendo
  • Testado em: Huawey P8 Lite (Android)
  • Plataformas: Android e iOS
Maurício Amaro
Maurício Amaro
Acadêmico e pesquisador na área de Game Studies, iniciou suas aventuras pelo mundo dos jogos ainda na infância, nos Arcades de Mortal Kombat. É fã incondicional dos games single player, mas não nega uma partidinha de FIFA no modo Online quando tem um tempo livre.