24 jogos antigos para PC que você vai querer voltar a jogar


Maurício Amaro
Maurício Amaro

Se você tinha um PC nos anos 90, certamente foi um gamer feliz. Os melhores jogos da plataforma foram lançados nessa época. Hoje eles são considerados antigos ou clássicos, de tão bons que foram. Veja quais são esses jogos e entenda por que eles fizeram tanto sucesso!

1. Prince of Persia - 1989

Prince of Persia PC

Quem conhece o Prince of Persia do PlayStation 3 não imagina que o jogo teve uma versão inicial para PC. Na época foi um grande avanço pela qualidade de animação que possuía. Os movimentos eram bem realistas, e o fato de o protagonista usar espadas e não armas de fogo também foi inovador, já que era algo incomum.

Assim como os títulos mais recentes da franquia, o primeiro Prince of Persia ficou conhecido pelos quebra-cabeças. Era um game que exigia paciência e raciocínio. Já nessa versão foram introduzidas as armadilhas mortais que o protagonista deveria evitar a qualquer custo.

O mais interessante desse game é que você tinha um tempo "x" para finalizar o jogo e cumprir o objetivo. Em algumas versões eram 2 horas, mas o mais comum era apenas 1 hora. E aí: encarava esse desafio?

2. Duke Nukem - 1991

Duke Nukem PC

Duke Nukem é um dos principais jogos de tiro da história dos videogames. A primeira versão do game foi lançada em 1991, no estilo plataforma. O jogador controlava o próprio Duke Nukem, em fases cujos objetivos era matar inimigos e destruir objetos no cenário. Praticamente qualquer coisa nos estágios era passível de destruição.

Os jogadores ganhavam pontos por cada inimigo ou objeto destruído. Além disso, itens importantes, powerups de vida, podiam ser obtidos dessa forma. O jogo era dividido em episódios, e ao final de cada episódio era preciso enfrentar um típico Big Boss.

Um ponto muito legal desse primeiro Duke Nukem, assim como das duas sequências seguintes, era o fato de que você podia obter até 10 mil pontos por fase - exceto na última. Para isso, era preciso cumprir com objetivos secretos em cada fase do capítulo. Algo que, sem detonado, podia ser bem demorado.

3. Wolfenstein 3D - 1992

Wolfenstein 3D PC

Sim, a franquia Wolfenstein é bastante antiga. Foi um dos primeiros jogos a se inspirar na Segunda Guerra Mundial. A missão era escapar do Castelo de Wolfenstein, uma prisão nazista, para realizar outras tarefas cruciais na luta contra os soldados de Hitler.

O jogo foi considerado bastante violento para a época, e foi justamente por isso que se tornou tão popular. Muitos jogos do estilo shooter foram baseados nesse game, que estabeleceu o caminho para a criação de diversos gêneros semelhantes.

Wolfenstein 3D apresentava gráficos 3D bem rudimentares. A jogabilidade em primeira pessoa se passava em níveis. Cada nível era um bunker nazi, e para passar ao nível seguinte era preciso matar inimigos e chegar a um elevador.

Somente em 1995 o código do game foi liberado, dando início, a partir de 2001, ao recomeço da franquia.

4. Aladdin - 1993

Aladdin PC

Alladin fez sucesso em diversas plataformas. No PC não foi diferente! A icônica história do plebeu que encontra uma lâmpada mágica e que voa em um tapete foi marcante nos anos 90. No game o objetivo é salvar a princesa Jasmine do vilão Jafar. Para isso, Aladdin precisa enfrentar inimigos, resolver puzzles e passar por fases cheias de desafios.

O jogo era bastante difícil, algo condizente com os demais games de plataforma do período. Ele era bem fiel ao desenho da Disney, o que fez com que as crianças fãs do filme fossem à loucura e quisessem a qualquer custo botar as mãos nesse título. Aladdin é tão cultuado que foi relançado na Steam e terá um relançamento para PlayStation 4.

5. DOOM - 1993

DOOM PC

Controverso, popular e muito jogado, DOOM fez a cabeça de muitos jogadores de shooters em primeira pessoa. Ele foi um dos jogos que mais popularizaram os jogos em rede. Além disso, permitiu que os próprios jogadores criassem expansões. Sua fama foi tanta que durante anos se disse que outros jogos de tiro dos anos 90 eram apenas cópias de DOOM.

Em termos de gameplay, contudo, não traz nada tão inovador. Cada fase obriga os jogadores a buscarem a saída, enquanto sobrevivem a inimigos, obstáculos no cenário e mesmo o próprio cenários se desfazendo ao redor da personagem. Os níveis são cheios de salas secretas e de labirintos, o que exigia horas para zerar o game.

6. FIFA 94 - 1993

FIFA 94 PC

Hoje a franquia FIFA manda no futebol virtual, mas nem sempre foi assim. FIFA 94 não era um primor de jogo como o 20, mas trouxe inovações para o gênero, o que fazem dele um game inesquecível. Foi o primeiro a ter um campo isométrico, com transmissão de TV em diagonal.

Havia esquemas táticos que de fato eram respeitados pelos jogadores. Em jogos anteriores seus comandados apenas saiam correndo de qualquer jeito pelo gramado. Foram acrescentadas alterações climáticas que interferiam no desempenho dos atletas. A presença de um árbitro no campo e o capricho nos sons do estádio são outros pontos positivos.

7. The Need for Speed - 1994

The Need for Speed PC

Por incrível que pareça essa é uma das versões de Need for Speed que os fãs da franquia mais amam. Muitos consideram que a mecânica do título é a que mais se aproxima da realidade em relação aos jogos que vieram depois. Foi feita uma consultoria com uma revista de carros, que auxiliou a transportar a realidade para o game.

Essa primeira edição já trazia carros de marcas famosas, como Dodge, Lamborghini, Ferrari e Porsche. A perseguição policial em meio ao tráfego local foi um dos pontos mais positivos do jogo, que se mantiveram em títulos futuros. Apesar de ter apenas 8 carros e não contar com a customização, foi um dos melhores simuladores de carros do PC.

8. Warcraft: Orcs & Humans - 1994

Warcraft: Orcs & Humans PC

O clássico dos jogos de estratégia em tempo real foi um marco do gênero. Ele colocava o jogador na pele dos Orcs ou dos Humanos. Com a exceção das unidades místicas, eram povos muito parecidos em termos de unidades e de construções. Você devia escolher um lado e enfrentar o outro.

Basicamente era coletar recursos, montar uma base, construir um exército e derrotar o inimigo. A possibilidade de jogar contra outros jogadores também existia, e sempre foi um ponto positivo do game. A presença de animais selvagens nos cenários em meio às batalhas dificultava o jogo, mas esses animais podiam ser controlados.

Apesar de limitado em muitos aspectos, Warcraft: Orcs & Humans é um dos mais respeitados jogos da história.

9. Worms - 1995

Worms PC

Worms era super diferentão na proposta e por isso fez sucesso. Você controlava um grupo de minhocas armadas que deveria destruir as minhocas inimigas. O jogo podia ser jogado em multplayer ou sozinho contra o computador. O mais legal era ter um verdadeiro arsenal a sua disposição, com pistolas, bombas e mesmo carneiros explosivos.

O game era jogado em fases, sendo cada fase dividida em turnos. Vencia quem eliminasse as minhocas inimigas primeiro. Cada partida podia durar minutos ou mesmo mais de uma hora, dependendo da perícia de cada jogador em se defender. Ainda hoje Worms faz sucesso tanto no PC quanto em outras plataformas.

10. Command & Conquer - 1995

Command & Conquer PC

Outro belo jogo de estratégia em tempo real. No game temos duas facções em uma guerra mundial. Ambas competem pelo controle de uma misteriosa substância chamada Tiberium. A missão é construir uma base, coletar recursos, montar exércitos e atacar bases inimigas.

Foi bem-sucedido por ser um jogo de estratégia que se passava em tempos modernos. Era um game difícil, que exigia mesmo raciocínio e inteligência para ser vencido. A possibilidade de jogar online com até outros 4 jogadores foi um bom trunfo do título.

11. Civilization II - 1996

Civilization II PC

Um dos jogos de estratégia por turnos mais queridos de todos. Permitia escolher entre 21 povos para iniciar uma civilização e evolui-la até a idade contemporânea. Basicamente era bem semelhante ao Age of Empires, mas com muito mais liberdade em termos de evolução dos povos e na jogabilidade.

O game permitia que você jogasse contra até outras 6 civilizações, em mapas que você definia, começando sempre em 4000 A.C. Vencia quem conquistasse todos os inimigos, quem colonizasse a Lua ou quem resistisse até 2020 D.C., sendo então contados os pontos de cada povo.

12. Quake - 1996

Quake PC

Quake travou uma batalha saudável com Unreal. Esses foram dois dos principais jogos de tiro do PC durante muito tempo. No caso de Quake, ficou famoso por ser o primeiro jogo do gênero com gráficos em 3D. Era dividido 4 episódios, com um total de 28 fases. O multiplayer local e o online eram dois "plus" bem interessantes.

A trilha sonora do game é outro ponto que merece destaque. Ela foi composta por Trent Reznor, vocalista da banda Nine Inch Nails. O som pesado ao longo de todo o jogo é uma marca registrada da franquia, que tem várias referências ao grupo musical de Reznor.

O objetivo geral das fases de Quake é encontrar a saída das 28 fases. Para isso é preciso enfrentar diversos inimigos, resolver pequenos puzzles e encontrar salas secretas.

13. Diablo - 1996

Diablo PC

Diablo é lendário e dispensa apresentações. É um RPG de ação no estilo hack n' slash, cuja história se passa em um mundo de trevas, magia e guerreiros medievais. Quando foi lançado, conquistou de imediato muitos jogadores. Principalmente porque se conectava aos RPGs de mesa, trazendo muitos desses jogadores para o PC.

A ampla quantidade de quests e de inimigos é a marca do jogo. Evoluir seu avatar, ganhar armas e armaduras e aprender novos feitiços podia prender os jogadores por horas. Muitas missões não eram obrigatórias, e o jogo foi um dos primeiros a ter um caráter mais "aberto" e menos limitado no gênero.

14. GTA 1 - 1997

GTA 1 PC

Hoje muitos que jogam GTA V não sabem a emoção que foi brincar com a primeira edição da franquia. Em termos narrativos é quase a mesma coisa: você é um criminoso que realiza trabalhos para gansters. Conforme você vai ficando famoso, vai atraindo a atenção de grandes mafiosos e da polícia.

O GTA 1 se passava em diversas cidades fictícias. Cada uma tinha inimigos e aliados diferentes, o que trazia personalidade ao game. Quem conhece os primeiros jogos da franquia Grand Theft Auto sabe que a câmera era aérea. O mapa era relativamente grande para a época, sendo liberado para exploração sem necessidade de realizar missões.

Apesar de quase ter sido proibido antes mesmo de seu lançamento, GTA 1 fez um sucesso estrondoso. Foi desde o início um jogo único, apresentando as icônicas Liberty City, San Andreas e Vice City. Era um game obrigatório nos anos 90, pois não havia nada parecido na época.

15. Carmageddon - 1997

Carmageddon PC

Carmageddon é um dos jogos mais violentos e polêmicos do PC. Chegou a ser proibido no Brasil por sua temática controversa. Foi baseado em um filme estrelado por Stallone, Death Race 2000. O objetivo do jogo, assim como aparece no filme, era vencer corridas. Contudo os corredores ganhavam mais pontos se atropelassem pedestres.

A ideia era uma corrida sem regras. Destruir os demais carros e matar todas as pessoas na pista podiam lhe render uma vitória. No Brasil e na Europa havia versões que substituíram as pessoas por robôs ou por zumbis. Mesmo sendo proibido em apenas uma semana do seu lançamento, Carmageddon atraiu o interesse de milhares de brasileiros.

16. Fallout - 1997

Fallout PC

Apesar de a história de Fallout ser futurista, ela traz elementos da Segunda Guerra Mundial e da Guerra Fria. A ameaça nuclear é o mote principal do game. Nele, o jogador viaja por um mundo devastado, em que precisa resolver diversas missões.

Ele é um dos primeiros games a trazer o conceito de finais diferentes. As ações e escolhas do jogador irão interferir completamente no final da narrativa. Praticamente todas as missões podem ser cumpridas de formas diferentes do esperado, o que enriquece completamente o jogo.

Não é à toa que a franquia se manteve no topo e hoje conta com diversos títulos lançados.

17. Ultima Online - 1997

Ultima Online PC

Ultima Online já foi um dos três MMORPGs mais jogados de todos os tempos. Ele coloca centenas de jogadores no mundo de Ultima, em que devem interagir entre si e com o mundo para evoluírem seus avatares. Esse jogo foi em 1997 o que The Elder Scrolls Online é hoje.

O ponto forte de Ultima Online foi não focar-se tanto em matar personagens aleatórios, mas sim na interação entre os jogadores. O título fez sucesso por permitir que pessoas reais conversassem e passassem tempo em um mundo virtual. Não há uma história para seguir, e o mapa era praticamente ilimitado.

Nesse sentido, era o jogo perfeito para quem queria um RPG mais explorativo, focado na coleta de recursos e não em batalhas.

18. Age of Empires - 1997

Age of Empires 1 PC

Age of Empires é uma das franquias mais bem sucedidas da Microsoft. Começou tímida, em 1997, focando-se em estratégia em tempo real, trazendo eventos marcantes da história mundial.

O primeiro Age focou-se em mostrar eventos ocorridos na África, na Ásia e na Europa, nos períodos da Antiguidade. Trouxe também um pacote de expansão bem interessante, o The Rise of Rome, focado na ascensão do Império Romano.

Apesar de a primeira edição do game ter sido um pouco confusa em termos de jogabilidade, convenceu e agradou por muitos anos. Construir civilizações, montar exércitos e ir para batalhas épicas eram os principais pontos positivos de jogar Age of Empires.

O sucesso foi tanto que mais de 10 jogos relacionados à franquia já foram lançados desde então!

19. Half-Life - 1998

Half-Life PC

Outro jogo de temática futurista que fez um sucesso tremendo. Nele assumimos o controle de um físico que precisa escapar de um laboratório após experimentos com teletransporte terem dado errado. Ele é um shooter em primeira pessoa, com resolução de puzzles para que haja progressão nas missões.

Half-Life recebeu mais de 50 premiações de jogo do ano. Ele estabeleceu as bases para uma franquia de sucesso e mesmo para o gênero. Foi pioneiro, pois não usava cutscenes para explicar a história. O jogador raramente perdia o controle da personagem, o que foi muito elogiado na época.

20. StarCraft - 1998

StarCraft PC

Esse talvez seja o jogo de estratégia em tempo real mais jogado de todos os tempos. Mesmo hoje ainda existem inúmeros servidores que suportam o game. Ele apresenta 3 "facções": Terrans, Protoss e Zerg. O jogo conta com 3 campanhas, sendo cada uma dedicada a uma facção específica e com narrativa própria.

StarCraft exige dos jogadores que construam bases e unidades militares. Para isso, devem coletar recursos específicos. O objetivo é eliminar os inimigos controlados pelo computador. A Blizzard, desenvolvedora do game, ainda disponibilizou servidores para que jogadores se reunissem em LAN para jogarem juntos.

Mesmo com o lançamento do StarCraft II, verificamos que o primeiro título é muito mais cultuado que o segundo.

21. Unreal Tournament 99 - 1999

Unreal Tournament 99 PC

Unreal Tournament 99 estava muito à frente de seu tempo. Apesar de não contar com os melhores gráficos da época, em termos de jogabilidade era fascinante. Os jogadores podiam enfrentar o modo Campanha single player, derrotando inimigos controlados pela inteligência artificial. Mas também podiam, se quisessem, jogar online.

Você podia jogar em até 6 modos de jogo diferentes, sendo alguns deles muito famosos hoje em dia. Caso do Deathmatch e o Capture the flag. No game havia 12 armas, sendo que todas tinham dois tipos de tiros diferentes. Dava para variar entre pistolas, metralhadoras e mesmo armas de plasma.

Hoje Unreal não é uma franquia tão cultuada, mas nos anos 90 e início dos anos 2000 fez um sucesso absurdo entre os jogadores de PC.

22. SimCity 3000 - 1999

SimCity 3000 PC

SimCity 3000 não é o primeiro da franquia, mas é um dos melhores dos anos 90. Ele evoluiu muito bem as mecânicas do título anterior, tornando esse game mais realista. Foi o primeiro a introduzir um sistema de gestão do lixo e a permitir parcerias entre sua cidade e uma cidade vizinha.

Nesse jogo, foram adicionados pontos turísticos famosos, como a Torre Eiffel. O jogador podia escolher 10 deles para adicionar à cidade. Além disso, houve melhorias no sistema subterrâneo, e graficamente as texturas dos edifícios estava mais suave.

Em versões expandidas de SC3K, o jogador podia modificar o estilo dos prédios, escolhendo entre americano, asiático e europeu.

23. Commandos - 1999

Commandos PC

Commandos foi inovador para a época em que foi lançado, pois apresentava uma mecânica de jogo única. O jogador assumia o controle de um grupo de soldados que precisava realizar diversas missões durante a Segunda Guerra Mundial. Eram 20 fases, que se dividiam entre a Europa e a África.

As missões eram as mais variadas. Sabotagem, assassinato, resgate de aliados, entre outras tarefas. Os jogadores podiam ver todo o mapa, a fim de analisarem qual a melhor estratégia que deveriam seguir. Para a época, essa liberdade foi celebrada pelos players e pela crítica.

Esse é considerado um dos mais difíceis jogos dos anos 90 e um dos mais complicados da história. Apesar de não ter uma grande variação no gameplay, recebeu expansão e mesmo continuações, que atraíram um público fiel de jogadores.

24. The Sims 1 - 2000

The Sims 1 PC

The Sims 1 sem dúvida é o mais recente título da nossa lista de jogos antigos para PC. Nem é preciso dizer o alvoroço que ele causou quando foi lançado. Ele era completamente em 2D e foi um dos primeiros a apresentar a possibilidade de simular quase completamente a vida humana.

Assim como outros títulos mais recentes da franquia, as personagens tinham três estágios evolutivos: recém-nascido, criança e adulto. Tudo que uma pessoa faz na vida real você podia e devia fazer em The Sims 1. Comer, trabalhar, se exercitar, ir ao banheiro e dormir eram coisas básicas e parte do gameplay.

Na época o jogo recebeu algumas críticas negativas por falhas lógicas. Algumas crianças nunca viravam adultos, além de os adultos não envelhecerem. O conceito de fim de semana não existia, o que fazia os Sims trabalharem 7 dias por semana. Ainda assim, foi um sucesso inquestionável. Prova disso é que já estamos na edição 4!

Veja os melhores jogos para PC fraco em todos os gêneros!

Maurício Amaro
Maurício Amaro
Acadêmico e pesquisador na área de Game Studies, iniciou suas aventuras pelo mundo dos jogos ainda na infância, nos Arcades de Mortal Kombat. É fã incondicional dos games single player, mas não nega uma partidinha de FIFA no modo Online quando tem um tempo livre.