8 dicas para melhorar seu deck em Yu-Gi-Oh! Duel Links


Raphael Aviz
Raphael Aviz

Em Yu-Gi-Oh! Duel Links, o duelo começa muito antes de você encontrar seu oponente e fazer as escolhas certas antes da partida é ainda mais importante do que jogar bem durante ela.

A montagem do deck é, sem dúvidas, o ponto mais determinante no seu sucesso em Duel Links. Não adianta ser bom se você simplesmente não tem as cartas que precisa no momento certo.

Por isso, selecionamos as 8 melhores dicas para você montar o melhor deck possível em Yu-Gi-Oh! Duel Links!

1. Mantenha o mínimo de cartas possível

Para começar, a dica mais básica e talvez a mais importante. Em Duel Links os decks podem ter de 20 a 30 cartas. É crucial que você mantenha o seu com 20 ou pouco mais. O motivo é que nesse jogo, o importante é ter consistência na sua compra de cartas. Quanto menos cartas seu deck tiver, mais chances você tem de comprar a carta que precisa no momento certo.

2. Faça um deck balanceado

Seu deck precisa ter um balanço entre monstros, cartas mágicas e armadilhas. É aconselhável que você mantenha uma proporção: 2:1:1, ou seja, de 2 monstros pra cada 1 mágica e 1 armadilha. A estrutura não é obrigatória mas costuma ser a mais bem-sucedida.

Deck Balanceado - Duel Links
Exemplo de como seu deck deve se parecer. Sempre priorize um número alto de monstros a não ser que tenha em mente uma estratégia bem específica.

3. Entenda as condições de vitória

Em Duel Links existem três formas de vencer uma partida:

  • Reduzindo os Pontos de Vida do oponente a 0
  • Quando seu oponente não pode mais comprar cartas
  • Condições especiais de vitória (Exodia)

Com base nisso, existem quatro principais formas de conseguir esses objetivos:

  • Reduzindo os Pontos de Vida do oponente através de Dano de Batalha: atacando com monstros.
  • Reduzindo os Pontos de Vida do oponente através de Dano Efetivo: com cartas como Hinotama.
  • Esgotando o deck do oponente: com cartas com efeito de destruir o deck (efeito mill), como Verme Ardente.
  • Montando o Exodia.

É importante que seu deck priorize apenas uma dessas condições de vitória. Se você tentar ganhar através de duas ou mais, é muito provável que você tenha dificuldades. Por exemplo, não é aconselhável que seu deck vise ganhar o duelo através de Dano Efetivo e esgotando as cartas do oponente.

Milling Deck - Duel Links
As cartas acima geralmente são utilizadas na mesma estratégia pois possuem o mesmo efeito: esgotar o deck do oponente.

A melhor forma de vencer em Duel Links é focar em uma condição de vitória e elaborar um plano A muito forte. Caso ainda sobre espaço para outras cartas, use-os para o caso do plano A falhar.

4. Dê identidade ao seu deck

Dragão Branco de Olhos Azuis - Duel Links
Cartas como o Dragão Branco de Olhos Azuis devem assumir a identidade do deck. Escolha cartas que a auxiliem sua permanência no jogo.

Quando você definir a condição de vitória que deseja focar, construa seu deck ao redor dela. Por exemplo, se você tiver um Dragão Branco de Olhos Azuis, é claro que você pretende vencer por Dano de Batalha, já que é uma carta extremamente forte que pode destruir a maioria dos monstros do jogo. A identidade do seu deck deverá girar em torno dessa carta.

Com base nisso, se pergunte: quais cartas vão ajudar a invocar, proteger e auxiliar o monstro? De igual forma, escolha sua habilidade de acordo com a estratégia pretendida.

5. Aumente a consistência e evite cartas situacionais

Na maioria das vezes, se uma carta é boa, você deve ter duas ou três cópias dela no seu deck. Como já dito antes, em Duel Links vence o jogador que tiver mais consistência na compra de cartas, e isso se consegue aumentando suas chances de comprar a carta certa, no momento certo.

Obviamente, você não pode encher seu deck de cartas repetidas porque você precisa estar preparado para várias situações diferentes. Apenas busque reduzir o fator “sorte” o máximo possível.

Outra forma de aumentar a consistência das suas estratégias é diminuir o uso de cartas situacionais, ou seja, aquelas que exigem várias condições diferentes para entrar em jogo. Você pode perder a partida enquanto espera a chance de executar seu plano.

6. Não se apegue a cartas ruins

Em Duel Links, é estranhamente comum que muitos jogadores mantenham cartas ruins no seu deck sem notar que elas não estão contribuindo efetivamente, seja por querer ser fiel ao desenho ou por experiências de outros jogos.

Pare para analisar o deck regularmente e tente identificar as fraquezas, pois todo deck tem uma. Voltando ao deck do Dragão Branco de Olhos Azuis, por exemplo, a fraqueza é conseguir invocar o monstro, tendo em vista que ele exige dois tributos. Nesse caso, remova cartas que não contribuam para a estratégia e insira cartas que tornem a invocação dele mais fácil.

7. Se adapte ao metagame e se prepare para vencer da maioria

Metagame Amazoness - Duel Links
Ficar atento ao metagame atual do jogo é crucial. O deck Amazoness, por exemplo, vem sendo considerado o melhor deck de 2018. Portanto, identifique as tendências dos jogadores e jogue de acordo.

Modifique seu deck de acordo com o metagame atual. Reconheça quais decks e estratégias estão sendo mais utilizadas pelos jogadores e jogue de acordo com elas. Dessa forma, o resultado será um deck preparado para vencer a maioria das partidas, em vez de um deck montado para combater apenas uma estratégia.

8. Adote cartas “coringa”

Coringas - Duel Links

Se sua estratégia estiver estabelecida e ainda assim restarem espaços para cartas, tente preenchê-los com cartas coringas, ou seja, cartas versáteis que podem ser utilizadas em inúmeras situações. Alguns bons exemplos de cartas coringas são Tufão de Etaqua, Controlador de Inimigos, Parede Espelhada e Esfera Kuriboh.

Veja também:

Raphael Aviz
Raphael Aviz
Ex-jogador profissional de Counter Strike e Super Smash Bros. Melee, Brawl e 4. No momento aposentado das competições mas FANÁTICO por todos os eSports, sejam de luta, estratégia ou FPS.