Gwent: 12 dicas para ser um mestre no jogo de cartas de The Witcher


Maurício Amaro
Maurício Amaro

Quem jogou The Witcher 3 certamente está familiarizado com Gwent. O jogo de cartas mais famoso do universo do bruxo Geralt foi tão bem recebido pelos jogadores que acabou ganhando um título próprio. Disponível para consoles, PC e iOS, é divertido, porém desafiador. Por isso se você está precisando de algumas dicas para se tornar um expert, nós podemos lhe ajudar.

Esqueça tudo que aprendeu em The Witcher 3. Gwent tem, sim, as mesmas regras e a mesma dinâmica, porém é um pouco mais complexo. Para que você não se perca e consiga dominar as cartas, confira a seguir o que preparamos para você.

1. Não pule os tutoriais

Tutoriais Gwent

Você pode ter vencido o torneio de Passiflora em The Witcher 3, mas isso não significa que a sua vida será fácil em Gwent. O jogo traz mecanismos de jogos mais refinados, complexos e até confusos. No início não é nada recomendado que você vá direto para as partidas multiplayer.

Em primeiro lugar porque seu deck estará muito fraco. Em segundo porque você precisa dar uma reforçada nos seus aprendizados a respeito das cartas. As fases iniciais do modo single player são a melhor maneira de você evoluir seu jogo.

Além disso, caso não queira investir dinheiro real em Gwent, poderá dar uma turbinada no deck ao ganhar boas cartas nas primeiras partidas que jogar.

2. Foque sua atenção em apenas uma Facção

Uma das partes mais interessantes de Gwent é poder escolher uma entre cinco Facções. Cada uma tem cartas específicas e poderes especiais únicos, o que significa que ser um mestre em todas elas é uma missão longa, árdua e que certamente é bastante complicada. Por isso o ideal é você focar em apenas uma dessas facções.

Por isso pense bem antes de tomar sua decisão. Reinos do Norte, Império Nilfgaardiano, Skellige, Monstros e Scoia'tael são as Facções disponíveis. Para quem está começando, pode ser interessante ficar ou com Reinos do Norte ou com Scoia'Tael.

Reinos do Norte foca na estratégia conhecida como enxame. Ou seja: são soldados de pequeno poder, mas que dão suporte uns aos outros, aumentando seus níveis de carta ao mesmo tempo que tiram poder das cartas adversárias.

Já o Scoia'Tael é voltado para encher o campo com cartas de anões. Apesar de serem também de baixo nível de poder, é bastante fácil muitos pontos, visto que são várias cartas que podem ser postas em jogo.

3. Evolua em sua Facção

Assim que você escolhe uma Facção, o próximo passo é se tornar um mestre nela. Obter todas as cartas disponíveis e montar seu deck é certamente uma atividade muito divertida e um grande desafio. Mas não é exatamente com isso que você precisa se preocupar em um primeiro momento, mas sim em evoluir o máximo que puder no Livro de Recompensas.

O Livro de Recompensas é uma seção do jogo em que você pode ver todos os decks e líderes de Facção disponíveis. Muitos estarão bloqueados no início. A sua própria Facção terá apenas um líder disponível. Evolui-la ao máximo garantirá acesso aos demais líderes, o que aumenta seu poderio de jogo.

Isso é feito usando pontos de recompensa, que você ganha derrotando oponentes e cumprindo missões diárias.

4. Use decks prontos

Infelizmente montar decks é uma habilidade que nem todas as pessoas têm. Em Gwent isso também se confirma. Por isso aconselhamos a usar baralhos prontos, que muitas vezes estão disponíveis em sites na internet. Isso lhe poupa tempo, evita que se estresse e permite que tenha um conjunto de cartas coeso.

Às vezes pode apenas dar uma olhada nos decks alheios para se inspirar a criar o seu. Isso também é válido, principalmente para quem está começando. O essencial é que tenha um baralho com muitas cartas bronze, algumas prateadas e o máximo de quatro de ouro, que é o limite.

5. Jogue todos os dias

Gwent desafios diários

Jogar Gwent todos os dias é importante não só para treinar, mas porque é a melhor maneira de ganhar novas cartas. O jogo lhe concede prêmios se você obter pelo menos seis coroas todos os dias. Uma vitória concede duas coroas. Mas se você vencer apenas uma rodada, ganha uma. Ou seja: em apenas três partidas já dá para obter as três coroas diárias e ganhar seu prêmio.

Além disso, há quests específicas que dão pontos de recompensa sempre que você as cumpre. Elas estão relacionadas a movimentos de jogo, como usar determinadas cartas de ação ou efeitos de unidades.

6. Dê preferência a cartas neutras

Muitos jogadores acabam dividindo sua atenção entre duas Facções. Não há nenhum problema com essa estratégia se você dominar dois estilos de baralho diferentes. O mais importante, no entanto, é você focar sua atenção em obter cartas neutras.

As cartas neutras são aquelas que atuam de forma vantajosa em todos os decks. Geralt, por exemplo, é bastante versátil, principalmente em sua variação Igni. Djikstra, embora pertença aos Reinos do Norte, é um ótimo espião, já que possui pouca energia e permite a compra de duas cartas.

Mesmo que você goste de determinadas cartas icônicas, como algumas variações de Geralt ou de Ciri, no início não foque tanto em obtê-las se elas não forem úteis ao seu baralho.

7. Não colecione cartas inúteis

O propósito de Gwent não é colecionar cartas. Portanto não vale a pena ter cartas de um tipo de baralho que não é o seu e que você não planeja ter. Se você optou, por exemplo, por ter um deck Skellige, por que gastar tempo e recursos em cartas tipo Monstro?

Por isso quando ganhar cartas que não vai usar, quebre-as para obter recursos e investi-los no que realmente importa. Cartas repetidas ou cartas iguais, mas com artes diferentes também podem ser dispensadas. Contudo tenha atenção: faça isso apenas com cartas bronze ou de baixo poderio. Cartas douradas devem ser mantidas, pois são valiosas e raras.

Além disso, essa dica só deve ser seguida por quem realmente tem certeza de que não irá mudar de Facção posteriormente. Caso bata o arrependimento, não poderá voltar atrás e terá de perder bastante tempo conseguindo novamente os cards dispensados.

8. Tenha mais cartas na mão que seu oponente

Em Gwent há basicamente duas formas de se obter vantagem em relação ao seu oponente. A principal, como é óbvio, é ter mais força no tabuleiro. Outra, cuja importância é fundamental, é ter mais cartas na mão que o adversário.

Podemos dizer que nesse sentido jogar Gwent é como jogar Poker. Você pode desistir de uma rodada se perceber que é mais inteligente manter as cartas na mão para tentar a sorte em um próximo turno.

Isso tem a ver com controle de jogo. Se o adversário joga em campo uma carta que você não poderá enfrentar, termine seu turno e foque em vencer o próximo. Isso fará com que você volte com mais cartas que o oponente. Ou seja: mesmo sem cartas no campo, você já tem uma vantagem.

9. Saiba quando o turno está perdido

A dica anterior está muito ligada a esta. Às vezes você está perdendo por 10 ou 15 pontos de diferença. Ficar correndo atrás e empilhando cartas no campo não é a melhor solução. Analise bem a sua mão e veja se é possível mudar o panorama. Se não for, desista.

Gwent é um jogo de estratégia, em primeiro lugar, portanto jogue com esse pensamento. As cartas precisam combinar umas com as outras para que todas aumentem seus potenciais e você consiga fazer bons combos. Vale muito mais ter uma mão boa para rodadas futuras do que uma mão inútil para a rodada atual.

10. Domine o oponente no primeiro turno

Táticas de Gwent

Quem vence o "cara ou coroa" no início de uma partida irá começar jogando. Em jogos de cartas como Hearthstone ou como Yu-Gi-Oh! Duel Links, isso nem sempre pode ser uma vantagem. É interessante ser o segundo a jogar, visto que você já sabe com o que vai lidar.

Quem vence o primeiro turno em Gwent, começa o segundo. Mas imagine que você perca o segundo. Você e o adversário irão para a última rodada com poucas cartas, mas você terá a vantagem, visto que será o segundo a jogar. Poderá traçar uma estratégia rápida de acordo com a carta posta em jogo pelo oponente.

Além disso, vencer a primeira rodada garante que a pressão seja toda colocada em cima de seu oponente. Há mais chances de ele tentar usar toda a mão para vencer e manter-se vivo. Novamente: caso ele vença, há muitas chances de você se sagrar o grande vencedor, já que terá a vantagem literalmente na mão.

11. Use e abuse das cartas de suporte

Existem mais de uma centena de cartas de suporte em Gwent. Elas variam ainda em tipo. Muitas darão um boost de energia as suas cartas. Há aquelas que dão energia a um aliado e tiram pontos de uma carta inimiga. Outras apenas atacam um ou vários cards inimigos.

Essas cartas são tão importantes quanto aquelas usadas para acumular pontos de campo. Ainda há aquelas que mudam o clima do tabuleiro ou que afetam uma ou as duas fileiras inimigas, retirando pontos por turno. Essas precisam ser usadas com inteligência, para não desperdiçar sua utilidade.

12. Cuidado com as cartas scorch

Uma carta scorch é uma carta que "queima" outras. Geralt: Igni é um ótimo exemplo. Não são muitas que têm essa habilidade, mas elas existem, e é importante que você tome cuidado com elas.

Assim como você pode usar esse tipo de card contra um inimigo, ele também pode usar contra você. Dedique-se, portanto, a estudar as cartas scorch que existem no jogo. Tente prever se o baralho do seu oponente, dando uma olhada na Facção dele, pode conter uma carta dessas.

Se gosta de jogos de cartas, veja todas as dicas de Hearthstone e saiba como começar bem em Yu-Gi-Oh! Duel Links.

Maurício Amaro
Maurício Amaro
Acadêmico e pesquisador na área de Game Studies, iniciou suas aventuras pelo mundo dos jogos ainda na infância, nos Arcades de Mortal Kombat. É fã incondicional dos games single player, mas não nega uma partidinha de FIFA no modo Online quando tem um tempo livre.