Conheça os 8 melhores jogos indie para PC!


Raphael Aviz
Raphael Aviz

Os jogos (indie) independentes estão em todos os gêneros. Apesar de fugir da pegada mainstream e comercial dos grandes títulos, esses jogos não deixam a desejar em nenhum aspecto, e geralmente buscam cativar o público pelas suas mensagens e pela identidade bem definida.

Confira abaixo os 8 melhores jogos independentes para PC!

1. Stardew Valley

Stardew Valley

Stardew Valley é um RPG/simulador de agricultura. Aqui você precisa cuidar da fazenda que herdou do seu avô, iniciando a jornada apenas com algumas ferramentas e poucas moedas.

Stardew Valley é um dos jogos independentes mais aclamados. Críticas ao redor do mundo o descrevem como relaxante, cativante e que faz os jogadores sempre voltarem para mais.

Além dos elementos clássicos como farmar materiais, administrar recursos e construções, em Stardew Valley você precisa criar laços com os vizinhos, cuidar de animais, plantações e operar máquinas.

2. Super Meat Boy

Super Meat boy

Em Super Meat Boy você é um pedacinho de carne sangrenta que precisa salvar sua amada Bandage Girl (surpreendentemente feita de bandagens), várias e várias e várias vezes das mãos de um FETO (!!!) malvado preso em uma jarra vestida de smoking. O nome do vilão, é claro, é Dr. Feto.

A jogabilidade de Super Meat Boy não poderia ser mais simples. Aqui você só anda e pula e o objetivo é chegar ao final das fases, que geralmente são bem pequenas, mas cheias de obstáculos. Cada uma apresenta desafios novos, mais difíceis e mais criativos. Conforme você avança no jogo, você perceberá que raramente é possível passar de uma fase sem antes morrer várias vezes. A melhor parte disso é que cada fracasso fica registrado no cenário com os rastros de sangue deixado pelo corpinho do personagem.

Apesar da simplicidade, Super Meat Boy também possui conteúdo secreto para destravar. No meio de tantas distrações, você pode encontrar áreas escondidas nas fases onde você pode destravar personagens novos, com habilidades próprias.

3. Terraria

Terraria

Terraria é uma espécie de Minecraft, mas em 2D. O jogo possui todas as mecânicas de construção, combinação de itens e farm de materiais, com a diferença de que, aqui, o número de itens craftáveis e de inimigos é muito maior.

Por não ter tutorial, Terraria leva um bom tempo até ser dominado. A quantidade de combinações possíveis é muito alta, então é preciso experimentar muito para descobrir todas as utilidades dos itens. Além disso, o cenário é todo explorável já que qualquer coisa pode ser destruída para farmar materiais.

Conforme você avança no jogo, precisará construir sua própria vila e isso destravará novas interações como comércios, serviços e NPCs.

4. Cuphead

Cuphead

Cuphead é um jogo estilo run and gun todo desenhado à mão e inspirado nos desenhos animados da década de 30. Mesmo antes do seu lançamento, Cuphead cativou milhões de fãs pelo mundo com seus gráficos e efeitos sonoros que inspiram nada menos que pura nostalgia.

Porém, de bonitinho Cuphead só tem o visual. O jogo conta a história de duas canecas (os personagens principais) que perderam suas almas em uma aposta para o próprio Diabo, e agora precisam pagar sua dívida coletando as almas de outros devedores.

Agora a principal característica do jogo: Cuphead é insanamente difícil. Apesar de possuir mecânicas simples como pulo, esquiva, corrida e agachamento, os níveis são extremamente difíceis e você precisa usar cada um desses comandos com o maior reflexo e destreza possível. Nenhuma fase ou boss possui checkpoint para salvar o progresso e também não há como aumentar seu HP.

Cuphead é um jogo para quem gosta de desafios. Definitivamente não é uma opção leve para passar o tempo e se divertir sem estresses.

5. Don’t Starve

Dont Starve

Don’t Starve é um dos jogos de sobrevivência mais populares no mercado. Nele você acorda em uma ilha em que você pode interagir com praticamente tudo. O objetivo, obviamente, é juntar itens, descobrir suas utilidades e tentar sobreviver o máximo possível.

Toda a arte de Don’t Starve foi desenhada à mão e confere um ar único ao jogo. No entanto, apesar dos gráficos simples, Don’t Starve se destaca no gênero sobrevivência devido ao alto grau de dificuldade. Isso porque, cada vez que você morre e inicia uma nova partida, um novo mapa é gerado de forma totalmente aleatória, o que impede que você se acostume com as localizações de recursos, áreas perigosas, áreas boas para montar base, etc.

Além disso, o número de combinações e utilidades possíveis para cada item é muito grande e o jogo não conta com nenhum tutorial. Assim, você deve descobrir aos poucos, e depois de muitos (MUITOS) fracassos, o que cada item faz, suas melhores combinações, utilidades secretas, entre outros.

Don’t Starve também conta com vários personagens destraváveis para você variar a experiência na ilha. Eles possuem vantagens e desvantagens específicas que você precisar conhecer para tentar ir longe no jogo. Assim como tudo no jogo, você precisará descobrir sozinho como utilizar cada um.

6. Machinarium

Machinarium

Machinarium é um point and click de aventura que segue os moldes de jogos de fuga. Nele você precisa resolver inúmeros puzzles para avançar na história que vai se desenrolando aos poucos.

Mesmo sendo de um gênero difícil de inovar, Machinarium apresenta situações e puzzles muito originais e que tomam o tempo até dos jogadores mais experientes. Além disso, o nível de dificuldade é relativamente alto mesmo no início do jogo, e só aumenta conforme você progride.

Machinarium tem uma das identidades visuais mais bem trabalhadas entre os jogos independentes. Os gráficos e os efeitos sonoros são de altíssima qualidade e bom gosto, e combinam perfeitamente com a história, personagens e situações fofas em que você é colocado ao longo do jogo. Sem dúvida é um jogo extremamente cativante.

7. Undertale

Undetale

É muito difícil falar de Undertale. Ele é classificado como RPG já que você assume o comando de um personagem e toma suas escolhas, mas o objetivo maior é, sem dúvida, contar uma história.

Em Undetale você é um humano em um submundo que serve de prisão para monstros, e deve trilhar seu caminho de volta. Durante a jornada você deve tomar diversas escolhas que afetam o jogo de uma forma nunca vista antes, já que você lidará com as consequências mesmo que resete o jogo sem salvar! A impressão é que Undertale está jogando com você, e não com o seu personagem.

Mesmo assim, Undertale ainda possui vários elementos clássicos de RPG como chefes, itens mágicos, equipamentos, etc. Sem dúvida é um jogo como nenhum outro.

8. Hollow Knight

Hollow Knight

Hollow Knight é um metroidvania que pode muito bem ser descrito como um Dark Souls 2D, já que possui a mesma ação e temática sombria. Outras similaridades são as mecânicas de combate, os bosses difíceis e o sistema de equipamentos e skills estilo RPG.

Hollow Knight não segue de forma linear. O gigantesco mapa pode ser acessado na forma que você quiser, e isso afeta diretamente a ordem dos chefões que você encontra, os equipamentos e skills que você tem, os upgrades, etc.

O principal diferencial de Hollow Knight é o seu conteúdo. A campanha principal possui cerca de 30 horas de gameplay, o que é MUITO para um jogo independente. Esse valor aumenta muito, é claro, se você voltar para explorar todos os cenários disponíveis.

Raphael Aviz
Raphael Aviz
Ex-jogador profissional de Counter Strike e Super Smash Bros. Melee, Brawl e 4. No momento aposentado das competições mas FANÁTICO por todos os eSports, sejam de luta, estratégia ou FPS.