Conheça os 100 melhores jogos do PS1!


Maurício Amaro
Maurício Amaro

O PlayStation 1 é um dos mais icônicos consoles de todos os tempos. Por isso nós trouxemos os 100 melhores jogos do PS1 para que você mate a saudade e se lembre de todos aqueles títulos que marcaram a infância e a adolescência de muitos gamers!

1. Castlevania: Symphony of The Night

Symphony of The Night PS1

Esse é um jogo que tem marcado gerações desde 1997, ano de seu lançamento. Na época foi um marco para a franquia, já que deixou de ser jogado por fases. É um jogo com fortes elementos de RPG, que progride cenário por cenário, cumprindo tarefas, enfrentando inimigos e coletando itens e poderes importantes.

Sua abertura é genial e inesquecível, com diálogos muito bem montados. Após a abertura, controlando Alucard, filho de Drácula, o jogador precisa explorar um castelo enorme, em busca de evoluir a personagem ao máximo. É um game cheio de desafios e de obstáculos, sendo considerado um dos títulos mais difíceis do PlayStation 1.

2. Silent Hill

Silent Hill PS1

O primeiro Silent Hill chegou ao PS1 em 1999 e foi considerado durante muito tempo o melhor jogo de terror desse console. A névoa característica da franquia foi criada como disfarce às limitações gráficas do PlayStation, mas acabou sendo uma das coisas mais assustadoras do jogo.

A narrativa muito bem construída, o protagonista humano e sem habilidades especiais e os sustos constantes fizeram desse jogo um dos grandes títulos do console. Certamente foi uma experiência bastante marcante para todos aqueles que puderam ver o nascimento dessa franquia.

3. Metal Gear Solid

Metal Gear Solid PS1

Foi em Metal Gear Solid que o agente Solid Snake foi apresentado ao mundo. Mesmo quem nunca jogou um título da franquia certamente conhece ou já ouviu falar dessa personagem. Criado por Hideo Kojima e lançado em 1998, esse jogo foi um dos expoentes iniciais do gênero ação furtiva. A trama é excelente, com cutscenes incríveis para a tecnologia disponível na época.

Não podemos deixar de falar também de Psycho Mantis, o vilão máximo do primeiro Metal Gear. Ele ficou na memória dos jogadores por conversar direto com quem estava atrás do controle. Os títulos atuais da franquia são maravilhosos em tudo, porém devemos respeito eterno ao jogo que iniciou tudo.

4. The Resident Evil 2

The Resident Evil PS1

Quase 100% dos fãs da franquia consideram The Resident Evil 2 o melhor de todos os títulos. Isso pode se confirmar pelo remake do game lançado recentemente para a atual geração. Esse jogo foi mesmo revolucionário, permitindo que os jogadores controlassem duas personagens diferentes: Claire e o lendário Leon.

A presença de dois pontos de vista diferentes, somada à maior liberdade de exploração em Raccoon City tornaram esse título uma verdadeira obra-prima na época. Os zumbis estavam ainda mais insanos do que no game anterior, oferecendo um nível de desafio absurdo aos jogadores.

5. The Resident Evil 3: Nemesis

The Resident Evil 3 PS1

Melhor do que The Resident Evil 2, só o 3. Quando os fãs da série achavam que a Capcom não podia mais surpreender, ela apresentou o retorno de Jill Valentine à série, além de um novo vilão: Nemesis, o maior pesadelo de muitos jogadores do final dos anos 90, que aparecia do nada e sem aviso com um lança-foguetes.

Por toda sua evolução na jogabilidade e por permitir boa exploração de Raccoon City, esse jogo foi um dos mais celebrados do PS1. Muitos jogadores daquela geração aguardam um remake ou mesmo uma remasterização caprichada de Nemesis para os consoles atuais.

6. Final Fantasy VII

Final Fantasy VII PS1

Claro que não poderíamos nos esquecer do lendário embate entre Cloud e Sephiroth. Sem essas personagens e sem toda a evolução de jogabilidade proposta por FFVII, os dois títulos seguintes da franquia não seriam o sucesso que foram. Esse game trouxe mais vida às batalhas, além de cutscenes quase cinematograficas.

Foi um jogo conhecido também por sua narrativa e por apresentar personagens que se tornaram ícones da cultura geek e pop. Com tantos motivos, é justo que tenham anunciado o aguardo remake de Final Fantasy VII.

7. Tony Hawk's Pro Skater 2

Tony Hawk's Pro Skater 2 PS1

Outro jogo conhecido por sua trilha sonora de fundo excelente, Tony Hawk's Pro Skater 2 trouxe um gameplay desafiador, com dezenas de recompensas e uma série de skatistas de renome. Não é errado dizermos que esse game ajudou a popularizar o skate no Brasil no final da década 90 e início dos anos 2000.

O título estimulava os jogadores a fazerem os combos mais complexos, para bater recordes de pontos. Manter o equilíbrio, no entanto, não era para qualquer um. Talvez por isso tenham liberado um skatista secreto, que nunca caía, o inesquecível Homem-Aranha. Só isso já fazia o jogo valer a pena.

8. Gran Turismo 2

Gran Turismo 2 PS1

Não podíamos esquecer do melhor jogo de corrida do PlayStation 1. Gran Turismo pode ser hoje uma franquia um pouco mal aproveitada pela Sony, mas em 1999 estava no auge. Afinal, eram 650 carros disponíveis, um número impressionante. A título de comparação, o primeiro GT e o terceiro tinham menos de 200.

Além dos carros, pistas inesquecíveis desafiavam todos os tipos de corredores. Deep Forest, Laguna Seca e Seattle Circuit eram algumas das que mais davam dor de cabeça aos jogadores. Para completar, o sistema de progressão de carreira, com a necessidade de tirar sua carteira de motorista, era um charme muito bacana que Gran Turismo 2 oferecia.

9. Tekken 3

Tekken 3 PS1

Por fim, Tekken 3. Todos os jogos da franquia após esse título devem a ele tudo que são. Em termos de física, de jogabilidade e de mecânica, Tekken 3 foi o melhor jogo de luta de 1997. Vimos o retorno de personagens clássicos, como Yoshimitsu e Heihachi Mishima, além da chegada de inesquecíveis novos lutadores, como Eddy Gordo, Panda e Jin Kazama.

Quem jogou os títulos anteriores certamente sentiu que esse Tekken trouxe muitas novidades. Em termos de modo de jogo, por exemplo, havia o Tekken Ball, em que os jogadores deveriam atacar uma bola de vôlei, sem deixá-la cair. No quesito diversão, era um dos jogos mais legais.

10. Final Fantasy IX

Final Fantasy IX PS1

Claro que poderíamos colocar aqui FFVII e FFVIII. Ambos são dos melhores RPGs já criados, sendo dois dos mais simbólicos títulos da franquia Final Fantasy. Contudo é FFIX quem chega mais perto da perfeição. É um jogo com gráficos de brilhar os olhos, com uma das melhores trilhas sonoras de Nobuo Uematsu e com a história mais divertida e complexa da série.

Final Fantasy IX é um RPG, um jogo de ação e, ao mesmo tempo, um game filosófico. Todas as personagens são bem desenvolvidas, tendo seus arcos combinados para formar um enredo sem falhas. Não bastasse isso, FFIX têm os summons mais legais de toda a franquia.

11. Twisted Metal 3

3Twisted Metal

Quem acha que Rocket League é um combate de carros, ainda que esportivo, é porque nunca jogou Twisted Metal 3. Esse jogo era simplesmente um dos mais insanos do PlayStation 1. O objetivo máximo é destruir todos os demais carros. Para isso, você deve jogar o seu veículo contra os outros, além de usar armas no melhor estilo Batmóvel.

São 12 carros diferentes e bizarros para escolher. O mais icônico certamente é Sweet Tooth, um carro que vende sorvete e que tem a cabeça de um palhaço em chamas no topo. Não é à toa que esse veículo apareceu de forma especial no já mencionado Rocket League. E claro: não podemos deixar de mencionar que a trilha sonora de Twisted Metal 3 era simplesmente perfeita.

12. Legacy of Kain: Soul Reaver

Legacy of Kain: Soul Reaver PS1

Outro jogo que certamente merecia um remake. Poderíamos compará-lo hoje a Journey, já que era um game contemplativo, profundo, com uma narrativa complexa e muito bem construída. Todo o jogo foi desenvolvido usando quase todo o potencial do console. Os gráficos na época eram lindíssimos!

A narrativa era bastante pesada, com uma ambientação gótica e com um gameplay dificílimo. A jornada em busca da espada Soul Reaver, infelizmente, não teve um desfecho. A história segue aberta, à espera de uma continuação ou mesmo do tão sonhado remake.

13. Crash Bandicoot: Warped

Crash Bandicoot: Warped PS1

Crash Bandicoot: Warped é a coroação de uma trilogia de muito sucesso. Não poderíamos deixar esse jogo de fora da lista, afinal Crash é praticamente o mascote da Sony. E nesse título em especial ele está ainda mais doido do que nunca. Além dele ainda podemos controlar sua irmã Coco pela primeira vez.

O jogo permite acessarmos fases divididas em temas. Há o Egito Antigo, assim como os Estados Unidos pré-histórico e o do futuro, além de China, Atlântida e outros cenários muito legais. O jogo continua desafiador, convidando o jogador a obter todas as gemas em todas as missões, para chegar não a 100%, mas a 105% de conclusão.

14. Driver

Driver PS1

Driver foi o jogo de uma geração. Nele você assumia o papel de um policial infiltrado no mundo do crime. Sua missão era acabar com todas as gangues e organizações criminosas da cidade. John Tanner, sua personagem, é conhecido por sua habilidade como motorista, e como tal deve realizar missões quase impossíveis para os chefões do crime.

Esse jogo se passa em 4 cidades diferentes. Em cada localização o jogador controla um carro diferente. Miami, São Francisco, Los Angeles e Nova York são os palcos das ações de Tanner. Outros quatro carros podem ser usados em missões específicas, além de haver carros secretos a serem descobertos.

15. Spider-Man

Spider-Man PS1

Durante quase duas décadas Sipder-Man do PlayStation 1 esteve no posto de melhor jogo do Homem-Aranha já feito. Claro, os gráficos não eram lá essas coisas, mas o gameplay era mesmo insano. Foi um título feito de fãs para fãs, permitindo usar trajes clássicos dos quadrinhos.

A quantidade de personagens das histórias de Peter Parker é enorme. Além de muitos vilões, como Venom, Carnificina, Mystério e Doutor Octopus, há a presença de outros heróis, como Demolidor. Enfim: é um jogo que está na memória de muitos jogadores e rendeu dezenas de horas de diversão no saudoso PS1.

16 . Spyro The Dragon

Spyro The Dragon PS1

Simplesmente conhecido como Spyro, esse jogo está guardado com carinho nos corações e nas lembranças de muitos jogadores. Com uma pegada leve e exploratória, era preciso guiar o dragãozinho roxo e sua amiga libélula por vários reinos. Spyro precisava derrotar inimigos e resolver puzzles bastante intrigantes para prosseguir no jogo.

Podíamos dar saltos e chifradas, além de cuspidas de fogo. Usando disso, Spyro ia de reino em reino salvando outros dragões congelados. O jogo marcou tanto que uma trilogia do dragãozinho foi relançada para as novas gerações, totalmente remasterizada.

17. Medal of Honor

Medal of Honor PS1

Mais conhecido como Medalha de Honra, esse é um jogo quase lendário. Arquitetado por Steven Spielberg, coloca o jogador no comando do Tenente Jimmy Patterson. O pano de fundo do gameplay é o final da Segunda Guerra Mundial. Na época caiu no gosto de muitos jogadores, visto que era um game complicado, difícil e bastante complexo do ponto de vista narrativo.

Para 1999, época do lançamento do jogo, Medalha de Honra foi revolucionário em termos de jogabilidade. Hoje vemos elementos dessa jogabilidade em muitos jogos de guerra das gerações atuais. Não é à toa que muitos consideram a franquia Medal of Honor a precursora de jogos como Battlefield e Call of Duty.

18. Dino Crisis

Dino Crisis PS1

Dino Crisis está há anos para ganhar um remake. Não é à toa, visto que é super original em sua temática. Alguns o consideram uma mistura de Jurassic Park com The Resident Evil. Regina, personagem principal, está em uma ilha isolada, repleta de dinossauros mortais, e sua missão é sair de lá com vida.

O enredo é super interessante e a jogabilidade é mesmo muito igual aos jogos da franquia The Resident Evil. Os poucos momentos para salvar o jogo, o inventário com pouca capacidade e as armas com poucas balas são alguns dos desafios que Regina deve enfrentar. Como se já não bastassem dinossauros gigantes.

19. Digimon World

Digimon World PS1

A nostalgia em relação a Digimon World é forte. Quem jogou esse título no PS1 irá concordar que nenhum jogo dos monstrinhos digitais feito depois desse conseguiu superá-lo. Nele você é um menino humano, levado a File City para salvar o mundo dos Digimon. Você deve criar, treinar e digievoluir um monstrinho, entrando em batalhas cada vez mais difíceis.

O jogo é super divertido porque convida o jogador a criar uma cidade de Digimon. Nela cada Digimon assume uma função. É muito bacana ver File City tomando forma. Além disso, há diversas conquistas e segredos para desvendar conforme você explora os cantos mais inóspitos do Digimundo.

20. Tomb Raider II

Tomb Raider 2 PS1

Qualquer jogo da franquia Tomb Raider para PlayStation 1 poderia estar nesta lista. O segundo título da série foi escolhido porque representou uma grande evolução em relação ao anterior. Adicionou novas armas, além de permitir encontrar diversos locais secretos, alguns dos quais nunca foram encontrados. Caso do vale dos dinossauros.

Não bastasse isso, a arqueóloga Lara Croft está mais aventureira do que nunca, nos levando à Muralha da China, aos canais de Veneza e a outros lugares mágicos do planeta, como o Tibete. Em termos gráficos, Lara também parece menos quadrada, e a movimentação da personagem está muito mais fluída.

21. Final Fantasy VIII

Final Fantasy VIII

Final Fantasy VIII trouxe muitas melhorias gráficas e de gameplay em relação ao VII. Foi o primeiro da franquia a ter personagens em proporções mais realistas. As batalhas ainda eram por turno, mas o deslocamento pelos cenários trouxe muito mais liberdade.

E, claro, o enredo era uma obra-prima, contando com a presença dos temidos e poderosos GF’s.

22. Crash Team Racing

Crash Team Racing

Crash Team Racing foi uma tentativa de a Sony competir com Mario Kart. Não conseguiu, mas ainda assim Crash e sua turma estavam muito bem nesse jogo de corrida. Era bem competitivo e com um nível de desafio bastante elevado, algo comum na franquia.

23. Yu-Gi-Oh! Forbidden Memories

Yu-Gi-Oh! Forbidden Memories

Um dos melhores jogos já feitos da franquia de Yugi e companhia. Mais de 500 cartas, Exodia, um enredo divertido e duelistas de alto nível que lhe davam muito trabalho para serem derrotados.

24. Dragon Quest VII

Dragon Quest VII

Considerado um dos 100 melhores RPGs de todos os tempos, Dragon Quest VII passa pela busca de continentes perdidos após encontrarem um mapa antigo. A aventura era toda em torno da exploração desses continentes.

25. Doom

Doom

Um dos primeiros jogos de tiro em primeira pessoa e um dos mais simples. Você devia encontrar a saída em casa fase, mas para isso devia enfrentar dezenas de demônios que surgiam do nada nos cenários. É ainda hoje um dos jogos mais importantes da história!

26. Dragon Ball GT Final Bout

Dragon Ball GT Final Bout

Um jogo subestimado, mas que na época foi demais! Os gráficos eram redondinhos, e poder controlar Goku SSJ4 era incrível! Fora a luta contra Baby SSJ transformado em macaco. Um jogo inesquecível para os fãs da saga GT.

27. Tarzan

Tarzan

Tarzan está gravado na memória como um dos melhores jogos da Disney. O gameplay era muito divertido, em estilo plataforma, e o enredo era bastante fiel ao desenho animado.

28. Chrono Trigger

Chrono Trigger

Há quem considere esse o melhor jogo já feito. Ele exigia muito do PlayStation 1. São múltiplos finais, gráficos incríveis para a época, um sistema de batalha inovador e um enredo tocante. Uma combinação que ainda hoje conquista muitos jogadores.

29. The Legend of Dragoon

The Legend of Dragoon

Outro RPG revolucionário. Em 4 CDs ele trazia um jogo poderoso, com um sistema de batalha misto entre turnos e sequência de golpes. O enredo é baseado em buscar os espíritos de dragões antigos, para absorverem e evoluírem suas habilidades.

30. Alundra

Alundra

Um dos primeiros RPGs do PS1, com um nível de dificuldade bastante elevado. Trazia um enredo interessante, em que a personagem principal podia invadir os sonhos dos outros. Aliás, era um jogo bastante parecido com Zelda!

31. Xenogears

Xenogears ps1

Xenogears é um jogo conceitual. Ele traz muitas premissas da psicologia e das religiões, sendo que o seu maior inimigo nesse título é ninguém menos do que... Deus. Portanto era um game bem diferentão e que fazia pensar.

32. Digimon World 3

Digimon World 3 ps1

Digimon World 3 elevou a experiência de todos os jogos anteriores. Você tinha um mundo realmente enorme para explorar, com dezenas de missões para cumprir. As digievoluções de DNA foram o ponto alto, assim como o sistema de combate aprimorado.

33. Pepsiman

Pepsiman ps1

Pepsiman foi um dos jogos mais bizarros dos anos 90. Era um endless runner, mais ou menos como os que vemos hoje para celulares. Sua missão, controlando o herói da Pepsi, é coletar latinhas do refrigerante, passar por obstáculos e ir o mais longe possível sem morrer.

34. Fighting Force

Fighting Force ps1

Fighting Force é baseado em Final Fist e Streets of Rage. Por isso é um jogo beat n up, em que você selecionava um lutador e literalmente ia dando uma surra em todos os inimigos pelo caminho. Mais clássico impossível!

35. Myst

Myst ps1

Um jogo complexo, com múltiplos finais, em que você explora a ilha de Myst. Uma vez lá, pode abrir portais para outros mundos e universos, em que vai descobrindo pistas sobre personagens e sobre o enredo do game.

36. Shadow Man

Shadow Man ps1

Baseado em quadrinhos, Shadow Man coloca você na pele de um guerreiro voodoo, que deve salvar o mundo do apocalipse. Para isso, ele enfrenta dezenas de inimigos do mundo dos mortos e dos vivos, em busca de encontrar o equilíbrio para a Terra.

37. Street Fighter II

Street Fighter II ps1

Não há muito o que se possa dizer desse jogo a não ser que ele é perfeito. Todos os lutadores mais famosos da franquia podem ser controlados. A mecânica de combate é fluída, e o modo arcade é uma homenagem fiel aos arcades dos anos 80 e 90.

38. Twisted Metal 2

Twisted Metal 2 ps1

Twisted Metal 2 é outro da franquia que vale a pena. O modo cooperativo coloca os jogadores em um torneio mortal, enquanto o modo duelo faz com que dois amigos possam batalhar até a morte para verem quem é o melhor demolidor.

39. Tenchu: The Stealth Assassins

Tenchu: The Stealth Assassins

Primeiro de uma franquia que não teve tanto sucesso no Ocidente, Tenchu coloca você para controlar um ninja, que precisa passar por 10 fases até enfrentar o Chefão. É uma mistura muito bacana de agressividade com furtividade, simulando bem o estilo de luta de um ninja.

40. Syphon Filter

Syphon Filter ps1

Na época era um dos jogos de espionagem mais jogados junto com Metal Gear. Nele você controlava dois agentes secretos que precisavam neutralizar um terrorista alemão.

41. Ace Combat 2

Ace Combat 2 ps1

Desde o PS1 Ace Combat faz sucesso. O 2 trazia até 24 aviões que você podia comandar em até 21 missões. Era um game mais arcade, focado em proteger bases, atacar outras aeronaves e afundar navios inimigos.

42. Mega Man Legends

Mega Man Legends ps1

O primeiro da franquia a ter um ambiente completamente 3D. Não era completamente em plataforma, contendo elementos de exploração de cenário e alguns aspectos de RPG. O único ponto negativo era o controle de Mega Man, que era um pouco truncado.

43. Street Fighter Alpha 3

Street Fighter Alpha 3

Um dos jogos com maior número de personagens da franquia. Também trazia uma ampla variedade de cenários. O que mais se destacou foi cada lutador ter 3 estilos de luta diferentes.

44. Darkstalkers 3

Darkstalkers 3 ps1

Outro jogo de luta, inspirado na temática do vampirismo. Não tinha muitos lutadores, mas destacava-se pela ampla variedade de poderes e de golpes que cada personagem podia usar.

45. Oddworld: Abe’s Exoddus

Oddworld: Abe’s Exodus

Jogo em plataforma em que você controla Abe, que deve salvar seu povo da exploração de outras criaturas. O game recebeu muitos prêmios por ter uma narrativa de qualidade, mecânica suave e a possibilidade de salvar rapidamente em qualquer momento.

46. Rayman

Rayman ps1

Clássico, Rayman coloca o jogador em seis mundos em um jogo plataforma. A missão de Rayman é libertar seis Electoons, um por fase. Eles estão escondidos em gaiolas ao longo das fases.

47. Spyro 2: Ripto’s Rage

Spyro 2: Ripto’s Rage

O fofo dragão Spyro volta no segundo jogo para desfazer os feitiços de um mago dinossauro, Ripto, que transformou moradores do mundo de Avalar

48. Klonoa: Door to Phantomile

Klonoa: Door to Phantomile ps1

Outro bom jogo de plataforma 2.5D. Klonoa é um gatinho que vai eliminando inimigos e coletando itens. Como o jogo é 2.5D, a perspectiva na época foi bastante surpreendente.

49. Jumping Flash

Jumping Flash ps1

Em Jumping Flash você controla Robbit, um coelho robô. Sua missão será encontrar itens em cada uma das várias fases em que se encontra. Ao final do jogo, enfrenta um Chefão para salvar o mundo da destruição. E é o primeiro plataforma inteiramente em 3D do mundo.

50. Ape Escape

Ape Escape ps1

Primeiro jogo a usar os analógicos do joystick do PS1, Ape Escape faz com que você parta em uma missão para eliminar um exército de macacos criado por um cientista. Na época esses macaquinhos eram os mascotes da Sony.

51. Wipeout XL

Wipeout XL ps1

Um jogo de corrida futurístico, que lembra a corrida de pods de Star Wars I. Dava para jogar usando os analógicos, o que era bem difícil de fazer, pois os veículos iam a uma velocidade muito elevada.

52. R4 Ridge Racer Type 4

R4 Ridge Racer Type 4

Mais de 320 carros, conversas entre os pilotos e até um veículo do Pac-Man: R4 Ridge Racer era um jogo fantástico, com muitas opções de gameplay, o que garantia diversão por horas!

53. Vagrant Story

Vagrant Story ps1

Vagrant Story não é um RPG de aventura comum. Não existe interação com outras personagens, nem há a possibilidade de comprar itens. É só sua habilidade de criar armas e customizá-las, por meio da resolução de puzzles e enigmas.

54. Rainbow Six

Rainbow Six ps1

Rainbox Six como conhecemos hoje tem suas origens nos anos 90. No PS1 trazia a mesma guerra tática entre terroristas e contraterroristas. A furtividade é essencial para ter sucesso, exigindo precisão e muita paciência.

55. Suikoden 2

Suikoden 2 ps1

Em Suikoden são mais 100 personagens com as quais você pode jogar de alguma forma, sendo 40 usados em batalhas. É um RPG tático e estratégico, muito semelhante ao que Final Fantasy Tactics popularizou.

56. Mega Man X4

Mega Man X4 ps1

Escolher entre X e Zero era difícil, principalmente porque cada personagem tinha uma mecânica e desafios diferentes. No fim, valia a pena zerar o game pelo menos uma vez com cada um, se você sobrevivesse às fases com múltiplos obstáculos e inimigos.

57. Worms Armageddon

Worms Armageddon ps1

Worms Armageddon talvez seja até hoje o melhor da franquia. Tinha modo campanha, cooperativo local e online (claro que só para PC). Ainda assim no PS1 era sucesso, com bons gráficos, dezenas de armas e muita competitividade.

58. PaRappa the Rapper

PaRappa the Rapper ps1

Just Dance deve muito a PaRappa the Rapper, pois esse é um dos primeiros jogos musicais de dança feitos. Você via os botões em tela e tinha de pressioná-los rapidamente para obter o máximo de pontos possível.

59. Koudelka

Koudelka ps1

Um RPG misto entre: exploração de cenários, resolução de puzzles e batalhas por turnos. A parte narrativa aparecia em cutscenes, algo comum no PS1. A parte de movimentação era igual a de Resident Evil, assim como o inventário bastante limitado.

60. Persona 2 – Eternal Punishment

Persona 2 – Eternal Punishment ps1

Outro RPG com combates por turnos, marca característica dos jogos do gênero no PS1. A exploração era por um mapa. Algo legal era que você podia espalhar rumores pela cidade sobre partes da história para ganhar itens especiais.

61. Tomba 2: The Evil Swine Returns

Tomba 2: The Evil Swine Returns

Tomba 2 lembra bastante Super Mario Bros., pois Tomba deve resgatar sua amada princesa das mãos de vilões. A diferença é que Tomba é um selvagem com cara de porco que usa armas como chicote e marreta.

62. Monster Rancher 2

Monster Rancher 2 ps1

Baseado no anime de sucesso, Monster Rancher 2 lhe incumbia de criar, treinar e desenvolver monstros para batalhas. As lutas eram o ponto alto do jogo, havendo torneios para obter fama, dinheiro e pontos.

63. Need for Speed: High Stakes

Need for Speed: High Stakes

Dois modos de jogo podiam ser escolhidos nesse Need: Hot Pursuit, para fugir da polícia, ou a campanha, em que você participava de torneios para ganhar carros e desbloquear customizações.

64. Tales of Destiny

Tales of Destiny

Um RPG muito fofo, que não usa combate por turno, mas sim ataques em tempo real. Apenas as magias precisavam de um tempo para carregar. No geral, trazia elementos clássicos do gênero, como uma boa narrativa e um vasto mundo para explorar.

65. Azure Dreams

Azure Dreams

A ideia do jogo é invadir torres, destruir inimigos e coletar itens e ovos de monstros. Depois eles são chocados, dando origem a criaturas que você pode usar nas batalhas. O legal é que há vários estilos de luta diferentes que você pode adotar.

66. Grand Theft Auto

Grand Theft Auto

O primeiro GTA não foi nada do que é hoje. Câmera de cima, sem poder sair do carro, focando-se única e exclusivamente em dirigir pela cidade realizando missões que envolviam crimes contra a ordem pública.

67. Super Puzzle Fighter II Turbo

Super Puzzle Fighter II Turbo

Jogo MUITO bizarro e divertido, que parodiava Street Fighter. Era um jogo de luta que, para golpear o adversário, o jogador deveria completar puzzles. Os lutadores pertenciam a versões anteriores de SF.

68. Hogs of War

Hogs of War

Porcos batalhando na Primeira Guerra Mundial, em um jogo de artilharia tática? É exatamente isso que Hogs of War é. E certamente não é preciso dizer mais nada para explicar o quanto isso foi sucesso.

69. Saga Frontier

Saga Frontier

Esse é o sétimo jogo da franquia e o primeiro a chegar ao Ocidente sem estar ligado à franquia Final Fantasy. Trazia uma grande variedade de cidades, personagens, raças, itens e missões para serem realizadas.

70. Blood Omen: Legacy of Kain

Blood Omen: Legacy of Kain

O primeiro jogo da série Legacy of Kain apresenta Kain, um nobre espadachim que renasce dos mortos como vampiro. A missão é se vingar dos seus assassinos e encontrar uma cura para o vampirismo.

71. Harvest Moon: Back to Nature

Harvest Moon: Back to Nature

Quinto jogo da franquia Harvest Moon, ele trazia duas versões: a masculina e a feminina. Cada versão tem uma narrativa diferente, mas a ideia é a mesma: criar uma fazenda e cuidar de animais.

72. Einhander

Einhander

Um scrolling shooter em que você controla uma nave espacial e vai eliminando os inimigos, conforme a tela avança e lhe obriga a enfrentar os adversários. Tenso, cheio de adrenalina e de ótima qualidade.

73. Diablo

Diablo

O primeiro Diablo foi um dos grandes RPG da geração PS1. Já trazia aquela perspectiva isométrica, ainda que bem menos marcante do que é hoje. A narrativa era o ponto alto, assim como o sistema de batalha “mais livre” em relação a outros RPGs.

74. Digimon World 2

Digimon World 2

Digimon World 2 não foi tão bom quanto o 1 e o 3, mas fez relativo sucesso. Você dominava até 3 Digimon e enfrentava outros monstros em uma dungeon. A exploração de um labirinto era muito difícil, o que desanimou alguns players.

75. Wild Arms 2

Wild Arms 2

Nesse RPG em que você forma uma equipe com personagens de classes diferentes, o foco está na resolução de puzzles e em batalhas contra inimigos. Para facilitar sua vida, há um sistema de ferramentas, em que cada personagem tem acesso a 3 diferentes.

76. Final Fantasy Origins

Final Fantasy Origins

Basicamente é um relançamento remasterizado do FF I e do FF II, adaptados do SNES para o PS1. Valia porque era a chance de os jogadores terem acesso aos primeiros e mais clássicos jogos da franquia.

77. Parasite Eve II

Parasite Eve II

Qualquer semelhança com Resident Evil não é mera coincidência, tanto no gameplay, como na narrativa. A maior diferença é que esse jogo de ação tem vários elementos de RPG.

78. WWF Smackdown 2: Know Your Role

WWF Smackdown 2: Know Your Role

Um jogo de luta bastante icônico para os fãs de WWF. Os golpes característicos da Luta Livre estão lá, assim como alguns dos mais icônicos lutadores da modalidade.

79. Dino Crisis 2

Dino Crisis 2

Regina volta com tudo em Dino Crisis 2. Não muda quase nada no gameplay em relação ao primeiro game. Mas ele valia muito para sabermos o que aconteceu ao final do jogo anterior e, claro, para mandar bala em dinossauros ferozes.

80. Tales of Destiny 2

Tales of Destiny 2

Tales of Destiny 2 tem um mundo tridimensional, com fases e masmorras em 2D. O RPG é interessante porque o ambiente afeta o desempenho dos jogadores na exploração e nas batalhas.

81. Vandal Hearts

Vandal Hearts

Assim como Diablo, a visão do jogo é isométrica. O modo de batalha que era um pouco estranho. Você entrava em seções do mapa, que correspondiam a um ambiente específico, relacionado a sua progressão na história. Valia porque trazia várias classes de personagens para serem escolhidos.

82. Driver 2

Driver 2

Driver 2 surpreendeu por permitir ao protagonista sair do carro e explorar a pé o ambiente, além de poder roubar outros carros. Dava para fazer as missões normais, igual ao primeiro jogo, assim como podia sair explorando a cidade no modo livre.

83. Brave Fencer Musashi

Brave Fencer Musashi

Em Brave Fencer Musashi você deve buscar 5 pergaminhos que aumentam a força de Musashi. Para avançar na história, deve-se resolver enigmas e puzzles, além de, claro, derrotar grandes chefões!

84. MediEvil

MediEvil ps1

MediEvil é um dos RPGs mais icônicos de todos os tempos. O foco é na exploração, incluindo colecionar itens que são importantes para a progressão do jogo. As personagens são bem desenvolvidas, e o enredo traz bastante complexidade ao game.

85. Soul Blade

Soul Blade

Sim: Soul Blade é o início da franquia SoulCalibur. Você tem poucos lutadores, mas uma mecânica de jogo bem desenvolvida, com movimentos fluídos, três tipos de ataque e possibilidade de bloquear golpes inimigos.

86. Legend of Mana

Legend of Mana

Mais um RPG que todo fã do gênero deve jogar pelo menos uma vez na vida. Ele permite moldar o formato do mundo, criando novas regiões e quests secundárias, de forma completamente revolucionária para a época.

87. Final Fantasy Chronicles

Final Fantasy Chronicles

Você tem aqui uma compilação de dois jogos: Final Fantasy IV e Chrono Trigger. Na época reunia dois dos melhores jogos criados pela Square Enix.

88. Lunar 2: Eternal Blue Complete

Lunar 2: Eternal Blue Complete

RPG bastante tradicional, em 2D, com batalha por turnos. Essa versão, contudo, usou a fundo o harware do console e trouxe uma história mais completa, incluindo gráficos melhorados e uso de dublagens.

89. Breath of Fire IV

Breath of Fire IV

Em Breath of Fire IV você controla Ryu, um guerreiro que se transforma em dragão. Junto a outros heróis, sua missão é derrotar um imperador que ressurgiu dos mortos. Ação em turnos e gráficos mistos em 2D e 3D são a base do game.

90. Front Mission 3

Front Mission 3

Um dos poucos RPGs do PS1 com história futurista e com pano de fundo de ficção científica. De resto, traz as consagradas mecânicas de combate por turnos, mas com a diferença de se passarem em um tabuleiro de xadrez.

91. Valkyrie Profile

Valkyrie Profile

Para quem gosta de mitologia nórdica, Valkyrie Profile é um excelente jogo. Você controla uma das Valquírias de Odin, cuja missão é escolher guerreiros mortos em batalha para lutar no Ragnarok.

92. Grandia

Grandia

Grandia é comparado a Final Fantasy VII pela qualidade. Ele é longo, dramático e com uma narrativa muito bem construída. As cutscenes são em anime, o que dão uma característica de desenho ao game.

93. Legend of Legaia

Legend of Legaia

Fez muito sucesso por, na época, ser um jogo com lindos gráficos 3D. A história coloca o protagonista em busca das Genesis Trees, para eliminar uma névoa misteriosa que assola o mundo.

94. Star Ocean: The Second Story

Star Ocean: The Second Story

Praticamente a mesma jogabilidade de outros RPGs da época, mas você podia escolher com qual personagem começar o jogo. Cada uma delas tinha uma jornada e evoluções diferentes ao longo da progressão da campanha.

95. Chrono Cross

Chrono Cross

Temática de realidades paralelas e viagem no tempo é a base de Chrono Cross. Ele tem um sistema de batalha baseado em combos, ainda que mantenha a ideia de turnos, tão praticada em RPGs do PS1.

96. Final Fantasy Tactics

Final Fantasy Tactics

Primeiro da série Tactics de FF, esse game coloca a equipe do jogador de um lado do tabuleiro, enquanto os inimigos ficam do outro. Eles devem avançar, até se encontrarem para batalharem. Vence quem eliminar toda a equipe oposta.

97. Tactics Ogre: Let Us Cling Together

Tactics Ogre: Let Us Cling Together

Antes de Final Fantasy Tactics havia Tactics Ogre: Let Us Cling Together. Ou seja: é um RPG tático, por turnos, cuja ação decorre em uma espécie de tabuleiro de xadrez.

98. One

One

O jogo exige que o jogador descubra a identidade da personagem principal. Várias pistas aparecem ao longo do gameplay, enquanto você deve enfrentar militares, policiais e outros obstáculos em busca dessa descoberta.

99. Jackie Chan Stuntmaster

Jackie Chan Stuntmaster

Jackie Chan Stuntmaster era um jogo de luta MUITO divertido. Controlar um dos ídolos da geração anos 90 dos filmes de ação era um prazer enorme. Havia muitos golpes diferentes e um bom sistema de conquistas.

100. Vigilante 8

Vigilante 8

Vigilante 8 era um jogo de combate entre veículos, no estilo Twisted Metal, mas baseado em fatos reais. Isso causou polêmica na época, tendo sido o game proibido nos Estados Unidos. Ou seja: isso significa que era mesmo bom!

Outras listas que você pode gostar:

Maurício Amaro
Maurício Amaro
Acadêmico e pesquisador na área de Game Studies, iniciou suas aventuras pelo mundo dos jogos ainda na infância, nos Arcades de Mortal Kombat. É fã incondicional dos games single player, mas não nega uma partidinha de FIFA no modo Online quando tem um tempo livre.