10 dicas de The Witcher 3 para ser o melhor bruxo do reino


Maurício Amaro
Maurício Amaro

The Witcher 3 é um grande RPG, com quase 200 horas de jogo no total. É normal que com tanto tempo de gameplay você tenha algumas dificuldades em alguns momentos. Neste artigo nós listamos 10 dicas indispensáveis a todos os jogadores que querem ter uma experiência menos complicada.

1. Medite sempre que puder

The Witcher 3 meditacao

A Meditação é uma das opções menos usadas pelos jogadores, embora seja uma das importantes. Justamente por ser subestimada é que nós incluímos ela aqui como primeira dica.

Ela é importante em primeiro lugar porque é gratuita. Diferente de comida, bebidas e outros itens que reestabelecem sua saúde. Meditar faz com que você recupere toda a saúde em apenas alguns segundos. A função não pode ser usada em batalhas contra chefes, mas se estiver cercado por poucos inimigos de baixo poder é uma opção

Além disso, meditar faz automaticamente suas poções se você tiver os ingredientes para isso.

2. Pesquise sobre seus inimigos

Como todo bom jogo de RPG, The Witcher 3 conta com um bestiário e com uma enciclopédia com todos os seres que você encontra. Isso é extremamente útil para que você se dê bem nas mais diversas batalhas que enfrentará.

Por exemplo: um inimigo não humano que entra no bestiário vai contar com informações sobre como derrotá-lo. Quais fraquezas e vantagens o monstro tem em relação a tudo, o que permite que você descubra quais Sinais, óleos e bombas funcionam melhor nele. Isso vai evitar que morra algumas vezes enfrentando certas criaturas.

3. Encontre todos os Locais de Poder

Os Locais de Poder aumentam temporariamente os seus sinais sempre que você interage com eles. Mas o mais importante é que eles lhe fornecem pontos de habilidade, que podem ser usados para evoluir Geralt e deixá-lo com um estilo de luta mais próximo do que você deseja. Não ignora de jeito nenhum esses locais.

4. Faça loot em tudo e em todos

Dica básica, mas nem todos os jogadores de RPG como The Witcher se lembram de fazer loot. E o loot aqui precisa ser em tudo que você vir pela frente. Se pegar uma panela de ferro enferrujada, ótimo: venda. Se conseguir uma super espada, equipe-a. Ah, e pode ser que ganhe mutagênicos de algumas criaturas.

Tudo tem valor no universo de Geralt de Rivia. Só tenha o cuidado de vender aquilo que for mesmo inútil. Praticamente todos os objetos do game pesam, e em determinadio momento pode ser que não consiga se mexer mais com tanto peso.

5. Evolua de acordo com seu estilo de jogo

Pontos de habilidade the witcher 3

Evoluir em The Witcher 3 pode ser uma dor de cabeça se você não se planejar. Sempre que sobe de nível você ganha um ponto de habilidade, que pode ser usado para melhorar seus sinais, suas poções ou seu combate físico. E essa escolha é muito importante para o seu sucesso no jogo.

Por isso recomendamos que aplique os pontos de habilidade de acordo com seu estilo de combate. Se prefere os golpes com as espadas, talvez seja melhor aumentar o poder desse tipo de skill. Caso use aquele misto de poções ou de sinais, já sabe.

Ter cuidado na atribuição dos pontos é fundamental para que posteriormente você não se arrependa.

6. Descubra um método de combate

A dica anterior está muito ligada a esta. Em The Witcher 3 ficar só dando espadadas aleatórias não resolve nada. Principalmente contra monstros maiores. É certeza de que você vai morrer rapidinho.

A primeira coisa a pensar aqui é na sua estratégia de defesa. Sim, é preciso aprender a se defender! Pode ser com desvios, com bloqueios, tanto faz. O importante é que funcione e você não morra.

Tente descobrir como cada inimigo ataca. Isso permitirá achar o tempo certo entre um golpe e outro do adversário para atacá-lo. Fazer parry só é possível contra inimigos humanos, seja contra espadas ou contra flechas.

Ah, e não se esqueça de que lutar controlando Ciri é outro estilo de luta. Ela tem apenas um Sinal, que desacelera o tempo, mas tem uma habilidade de desvio rápido. Explore tudo que puder e se lembre que cada luta é única!

7. Não salve o jogo o tempo todo

The Witcher 3 dicas save game

Pode parecer bizarra essa dica, mas não é. Digamos que tenha enfrentado um inimigo, tomou uma surra e agora está com pouca vida. Por algum motivo não recuperou a saúde e resolveu enfrentar um super monstro. Salvou pouco antes dele e ficou preso em uma missão de história. Chato, não é?

O correto é ter estratégia até para salvar. Certifique-se de que está em um local "neutro", em que não entrará em uma missão principal ou sidequest mais complexa. Recupere toda a vida, da forma que for, e aí sim salve o jogo.

8. Tenha sempre comida com você

Maçã, pão, queijo, cenoura e qualquer outro alimento são essenciais mesmo para um Bruxão como Geralt. Por isso não deixe de investir suas moedas em ter um bom estoque de comida. Elas são mesmo úteis nas batalhas e fora delas, portanto não desperdice-as quando as encontrar em loot.

9. Compre todos os kits de reparo

Os ferreiros reparam todas as suas armaduras e espadas sempre que você paga por isso. O problema é que nem sempre haverá um deles disponível em qualquer encruzilhada. Portanto tenha kits de reparo na sua bolsa. Compre todos que encontrar, pois nunca se sabe quando sua melhor arma vai quebrar e deixar você literalmente na mão.

10. Vá ao banco de Novigrad

Banco de Novigrad the witcher 3

Novigrad não é só uma das maiores cidades criadas para um jogo de RPG de mundo aberto. Ela tem tudo que Geralt precisa, inclusive um... banco. Aliás, é o único banco de todo o game, o Vivaldi. O anão que dá nome ao lugar é um grande amigo do Geraldão, e facilita sua vida em um determinado aspecto.

Você já deve ter notado que a moeda do jogo são as Coroas. Mas ao longo de sua aventura também encontra Orens e Florens. Vivaldi troca essas moedas por Coroas, sem cobrar nada, o que é ótimo. O único problema é o banco não aparecer no mapa. Nada que uma cavalgada pelas ruas da cidade não resolva.

Conheça todos os finais de The Witcher 3

20 mods para melhorar a aventura de Geralt

12 dicas para mandar bem em Gwent

Maurício Amaro
Maurício Amaro
Acadêmico e pesquisador na área de Game Studies, iniciou suas aventuras pelo mundo dos jogos ainda na infância, nos Arcades de Mortal Kombat. É fã incondicional dos games single player, mas não nega uma partidinha de FIFA no modo Online quando tem um tempo livre.